Boa Noite! Terça-feira, 25 de Julho de 2017

A Autarquia



Instituído pela lei nº 1.153/73, de 14 de março de 1973, como autarquia municipal com autonomia financeira e administrativa, o Serviço de Água e Esgoto de Pirassununga, SAEP, conferiu, ao longo dos anos, nova e eficiente dinâmica ao abastecimento de água e ao tratamento do esgoto sanitário.

Em termos de abastecimento de água, àquela época havia apenas um ponto de captação e uma estação de tratamento (ETA I), localizados no ribeirão Descaroçador, e três reservatórios para armazenamento e distribuição, com capacidade total para de 2,8 milhões de litros. O crescimento do consumo e a pequena produção de água tratada determinavam frequentes racionamentos e faltas do líquido, evidenciando a necessidade, entre outros aspectos, do emprego de hidrômetros para coibir o abuso e o desperdício; assim, de imediato, mais de seis mil foram instalados em residências e prédios, objetivando o fornecimento racional.

Com o desenvolvimento da cidade e o consequente aumento da população, estruturou-se, em área adjacente ao aeroclube, a ETA II, implantou-se a ETA Chica Costa, na zona rural, e efetivou-se reforma na ETA I, o que contribuiu, de maneira marcante, para melhor eficiência no processamento da água para consumo. A instalação da estação de captação e tratamento da vila Santa Fé, no distrito de Cachoeira de Emas, e da ETA III, também próxima ao aeroclube, vieram reforçar o abastecimento. 

Hoje há três captações de água: no ribeirão Descaroçador, na Chica Costa (mina e dois poços artesianos) e na vila Santa Fé (córrego da Barra). Das cinco ETAs, quatro abastecem em 100% o distrito sede; a na vila Santa Fé fornece água para todo o distrito de Cachoeira de Emas. São 19 os reservatórios, para o total de 11 milhões de litros. A significativa capacidade de captação, tratamento, reservação e distribuição asseguram adequado abastecimento em qualquer época do ano - mesmo nas mais prolongadas estiagens -, sem a imposição de medidas de racionamento, pois a constante ampliação e modernização dos serviços, que caminham à frente da demanda, viabilizam rápidos acréscimos, se necessário.

Quanto ao esgoto sanitário, Pirassununga já entrou no rol de um seleto grupo de cidades do Brasil que vem tratando todo o esgoto gerado no município, com a entrada em funcionamento da Estação Sede passou a tratar 100% do esgoto gerado na cidade e Vila Santa Fé e 95% do esgoto gerado em Cachoeira de Emas.

No presente, o SAEP conta com 240 profissionais, entre leituristas, motoristas, serventes, engenheiros, advogados, administradores, etc. Sua frota soma 47 unidades entre veículos, máquinas e equipamentos.